Atualmente, os dados guiam os avanços tecnológicos, mas muitas empresas ainda não perceberam totalmente o potencial do Big Data. Direcionando uma mentalidade centrada na cultura de dados para sua equipe, você pode melhorar muito cada área do negócio, desde o desenvolvimento de produtos até o marketing — da personalização à segmentação geográfica.

Porém, simplesmente colocar algumas ferramentas no piloto automático e usar dados como uma ferramenta de relatórios não é mais uma opção viável para permanecer competitivo. Neste artigo, nós falamos sobre a importância de criar o que chamamos de data driven culture e damos dicas de como implantar essa nova forma de fazer negócios na sua empresa. Acompanhe!

Como uma cultura empresarial baseada em dados impacta os negócios

Uma cultura de dados tem muitos benefícios e, embora o desenvolvimento real de uma pareça diferente em todas as organizações, todas as culturas de sucesso compartilham valores e crenças fundamentais sobre o papel dos dados no mercado atual.

Enquanto a cultura se desenvolve organicamente, existem certas condições que estimulam o crescimento. Se você ainda depende muito do instinto ou está mais adiantado no processo de usar os dados, provavelmente tem espaço para cultivo e manutenção.

Existem vários obstáculos para alcançar uma cultura baseada em dados. Por um lado, as metas baseadas em dados geralmente não se alinham às decisões executivas e às estratégias de curto prazo.

Mais do que isso, sem cientistas de dados experientes e mudanças organizacionais orientadas, grande parte de sua equipe de TI e do departamento de marketing permanecerá totalmente ignorante em relação às necessidades de seus clientes.

Como implantar uma data driven culture na sua empresa

Sabemos que uma cultura de dados não se forma sozinha, então, quais são algumas maneiras tangíveis para ajudar a criar raízes e crescer? Aqui estão alguns passos que você pode tomar para promovê-la em sua organização.

Identifique um “líder de dados”

Se certas condições são necessárias para o crescimento, alguém deve tomar a iniciativa de criá-las. Identifique um indivíduo que possa liderar a cobrança por fomentar o uso de dados e defender o comprometimento organizacional.

Se possível, essa pessoa deve ser um executivo que possa encorajar a adoção de decisões informadas com base nos dados de cima para baixo e de baixo para cima. O “líder de dados” ideal é um disseminador do poder dos dados, é amigável e se comunica bem com os outros e pensa fora da caixa.

Obtenha o apoio da organização

Os líderes da sua organização devem estar a bordo dessa mentalidade de tomada de decisões informadas. E por que eles não estariam? Uma cultura de dados substitui os processos demorados com eficiência, reduz os gargalos de recursos e otimiza o crescimento organizacional.

Para ser claro, o buy-in organizacional é mais do que um casual positivo. É um compromisso de valorizar os dados ao longo do processo, acompanhado pela disposição de agir com base no insight.

Por sua vez, vale lembrar que esse buy-in organizacional exige investimento adequado tanto de tempo quanto de dinheiro. Embora seja natural desejar todos os resultados imediatamente, uma cultura de dados não funciona dessa forma. A incorporação de dados na tomada de decisões cotidianas requer algum investimento inicial com o entendimento e a expectativa de que o ROI completo leva tempo.

Isso não quer dizer que você deve mapear toda a jornada de dados da organização antes mesmo de começar. A principal causa de iniciativas de análise de dados com falha é o planejamento excessivo no início de um projeto, o que resulta em projetos inacabados, orçamentos expandidos e diminuição do dinamismo organizacional.

Os dados são fluidos, da mesma maneira que o processo de incorporá-los à sua estratégia também deve ser. Ao começar pequeno e acessível, sua organização pode ver o valor imediato que aumentará seu conhecimento fundamental de negócios, equipando-o com perguntas exploratórias que você nunca teria solicitado.

Desenvolva um plano

Quais dados sua equipe precisa acessar e como ela deve obtê-los? O planejamento da sua estratégia, a seleção de ferramentas e o estabelecimento de processos para suportar a cultura de dados e avaliar os recursos que o apoiarão são críticos nessa fase. Algumas considerações específicas a serem levadas em conta podem ser observadas na sequência.

Comunicando a estratégia

Toda a sua equipe estará envolvida na formação de uma cultura de dados, por isso considere como você comunicará as mudanças, como elas afetarão os colaboradores e de que maneira expectativas claras quanto à participação serão definidas.

Mantenha uma comunicação aberta enquanto implementa e ajusta seu plano. Antes de começar, pense em qualquer área que possa causar atrito em sua organização e desenvolva um plano para evitá-lo. Os dados trazem a oportunidade de unir equipes que enfrentam desafios de colaboração porque incentivam um objetivo comum.

Estabelecendo objetivos

Determine seus principais objetivos organizacionais e estabeleça métricas para medi-los. Depois de finalizado, compare suas métricas atuais e defina metas para melhorias. Crie uma estratégia para alcançar seus objetivos e atribua campanhas e táticas às equipes apropriadas, com uma explicação clara de como cada meta se vincula diretamente ao sucesso da organização.

Avaliando os processos de retrabalho

Uma cultura de dados mudará os processos dentro de uma organização. Por exemplo, suas reuniões atuais podem não exigir apresentação de dados para tomar decisões. Usar dados em todas as reuniões não acontecerá da noite para o dia, mas você pode começar o processo de incorporação de dados escolhendo uma iniciativa de cada vez.

Depois que sua equipe enxergar o sucesso usando os dados de forma eficaz, você poderá começar a integrar os dados em mais aspectos do processo de tomada de decisões.

Endereçando dados não limpos

A maioria das organizações, se não todas, enfrenta desafios com dados impuros. Em vez de limpar tudo antes de importar para a plataforma de análise de dados, que pode ser um enorme nível de esforço, comece com o que você tem e melhore continuamente. Afinal, incorporar (e melhorar) os dados é um processo contínuo.

Adote os dados em seus processos

À medida que todos aprendem a usar e interpretar dados, há alguns outros desafios a serem abordados na adoção em toda a organização.

Educação da equipe

É essencial explicar como sua equipe acessará os dados e garantir que os profissionais estejam familiarizados e à vontade para fazer isso. Esse treinamento vai além das ferramentas específicas e garante que sua equipe tenha o desenvolvimento profissional e as habilidades necessárias para interpretar os dados com precisão e tomar as medidas adequadas.

Escolha das ferramentas

Selecione ferramentas de análise de dados que sejam intuitivas o suficiente para os usuários corporativos do dia a dia, mas sofisticadas o bastante para fornecer uma visão impactante e responder a consultas complexas.

Celebração de sucessos

Trabalhar com dados pode ser um grande desafio, então começar pequeno e comemorar cada sucesso é importante. Por exemplo, se você criou relatórios semanais para destacar o registro da conferência, pode calcular facilmente quantas horas foram salvas fazendo a transição para um relatório automatizado.

Vale notar que essa lista de maneiras de criar uma cultura de dados não inclui a perfeição dos dados e o estabelecimento do processo no início. Tenha em mente que você está buscando melhorias, não perfeição.

Por fim, conforme domina pequenos sucessos, você fará a transição dos dados como lugar-comum em um nível operacional para incorporá-los em cada processo. Com isso, começará a experimentar benefícios como clareza do propósito organizacional, fonte única de verdade, possibilidade de trabalhar com pessoas e equipes mais competentes etc.

Incentive a adoção de seus dados, definindo e rastreando metas específicas e significativas que impulsionem o crescimento organizacional. Isso exigirá uma forte colaboração funcional cruzada possível com uma cultura de dados madura.

Gostou deste post? Então, que tal se aprofundar nas vantagens do Big Data para sua empresa? Aproveite sua visita em nosso blog e entenda a importância da cultura de dados no ambiente empresarial.