O conceito de segurança da informação (SI) remete a um conjunto de estratégias para gerenciar processos, ferramentas e políticas necessárias para prevenir, detectar, documentar e combater ameaças aos dados digitais e não digitais de uma organização.

Nos últimos anos, a SI tornou-se um tema de máxima urgência, pois, à medida que a tecnologia evolui crescem também as ameaças à integridade, disponibilidade e confiabilidade dos dados produzidos, processados e administrados por pessoas, instituições e empresas.

Neste artigo, além de entender em profundidade o que é e como garantir a segurança da informação no seu negócio, você vai ver quais são as principais razões pelas quais esse esforço é um investimento — e não um gasto. Confira!

Por que a segurança da informação é tão urgente nas empresas

Dizemos que uma empresa tem uma boa estratégia de segurança da informação quando ela estabelece processos, implementa ferramentas e métodos, tem pessoal qualificado — ou contrata serviços especializados de terceiros — para atuar preventivamente na proteção de seus dados.

Lamentavelmente, muitos empresários só percebem a importância disso quando enfrentam ciberataques e fraudes, perdem documentos e arquivos fundamentais para seus negócios e, no extremo, têm prejuízos financeiros e de reputação.

No entanto, à medida que avançam na transformação digital, informatizando seus processos e modelos de negócios, os gestores empresariais começam a sentir os riscos mais de perto. Isso porque há um verdadeiro “mercado hacker” em constante expansão, e os dados, tão valiosos, passam a ser vistos como ativos que merecem proteção.

No Brasil, líder em adoção de novas tecnologias na América Latina, o desafio só aumenta. De acordo com um relatório global do Laboratório de Pesquisas sobre Ameaças da CenturyLink, o país ocupa um preocupante quarto lugar em volume de tráfego mal-intencionado na internet.

E mais: o número de ataques de negação de serviços — que tiram sistemas e redes empresariais de operação — cresceram quatro vezes em 2017, segundo o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br).

E não só os mega empreendedores que precisam ficar atentos à SI. Pequenos e médios negócios também estão no radar das organizações criminosas. Em 2017, as PMEs perderam em média 64 mil dólares em cada incidente de segurança em todo o mundo, conforme um levantamento da Kaspersky Lab.

5 motivos para investir na segurança da informação em seu negócio

Contextualizado o problema, vamos agora a um detalhamento dos principais motivos pelos quais você deveria considerar investir na segurança das informações do seu negócio!

1. Investir em SI reduz as vulnerabilidades

Fortalecer a segurança dos dados torna a organização mais preparada para lidar com ameaças externas e internas — erros dos usuários, por exemplo.

Os diversos riscos envolvidos na produção, no processamento e na administração dos dados são previstos e tratados de maneira preventiva quando a empresa investe em SI. Isso porque é gerada e mantida uma cultura de autopreservação, regras são definidas e também são criados planos de contingência que permitem a rápida recuperação quando uma ameaça se torna realidade.

2. Previne prejuízos financeiros e de imagem

Investir em segurança da informação também é uma questão de estratégia financeira. Em vez de “apagar incêndios”, que custam muito mais do que atuar na prevenção, o time de TI, em parceria com fornecedores especializados, consegue evitar o escoamento de seus orçamentos.

Outro fator bastante relevante é o cuidado com a imagem da marca. Uma empresa vulnerável, que enfrenta indisponibilidades em sua infraestrutura ou que é diretamente atingida por ataques, normalmente tem seu valor reduzido no mercado. Clientes, acionistas e investidores perdem a confiança — e, nós sabemos que construí-la demora muito tempo, mas perdê-la é muito rápido.

3. Potencializa a competitividade

Uma estratégia de segurança de dados eficiente também torna o empreendimento mais competitivo.Afinal, o fortalecimento dos mecanismos e das práticas de SI favorece a atuação analítica do departamento de TI. Igualmente, blinda as operações e garante aos executivos de negócios que os dados estão sempre íntegros, prontos para serem transformados em informações úteis para os processos decisivos.

Além disso, a preservação das informações corporativas eleva a inteligência de negócio. Ao lidar com dados sempre disponíveis e confiáveis, os times de vendas e marketing, por exemplo, podem criar planos de ação mais orientados à inovação. Eles conseguem obter insights para vender mais e melhor, se relacionar com fornecedores e parceiros, satisfazer mais os clientes etc.

4. Favorece a cultura da melhoria contínua

A proteção sistematizada dos dados também facilita a criação de uma cultura em torno da segurança da informação corporativa. Ela está completa quando todos os usuários, de todos os níveis da hierarquia, conhecem a política, têm plena consciência dos riscos e colaboram para evitá-los.

Ao implementar métodos e mecanismos de SI, a empresa oferece aos seus colaboradores maneiras de elaborar o desafio — encará-lo sem estar no “piloto automático” — e lidar com ele sem surpresas. Isso facilita muito o trabalho do time de TI, mas também colabora para os esforços de melhoria contínua em todos os âmbitos do dia a dia operacional.

5. Garante o futuro do empreendimento

Por fim, empresas que estão olhando para o futuro também obtêm muitos benefícios com uma estratégia de segurança da informação.

Considerando que, cada vez mais, a informação vai assumir um valor maior de mercado, as organizações que iniciam agora sua blindagem contra ameaças e fortalecem seus mecanismos de acesso e manipulação dos dados, têm mais chances de continuar relevantes nos próximos anos.

Comece a investir na segurança da informação da sua empresa

Como você viu, há sérias razões para que a SI seja uma estratégia no seu negócio. No entanto, tenha em mente que esse movimento requer um novo olhar para o uso da tecnologia; uma nova visão sobre a importância e o valor dos dados.

É fundamental que essa consciência seja difundida em todos os níveis da administração empresarial, pois esse não é um assunto somente da área de TI. Ele requer atitudes dos decisores de investimentos, o que só é conseguido com conscientização e visionarismo.

Uma boa maneira de começar é buscar auxílio de empresas especializadas no assunto. Um bom fornecedor pode analisar as atuais condições da proteção das informações no seu negócio, realizar diagnósticos para, enfim, traçar uma estratégia eficaz.

O que você achou da reflexão que trouxemos neste artigo acerca da segurança da informação? Assine agora a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este diretamente no seu e-mail.