A mídia paga, como o nome já diz, é, basicamente, um conjunto de estratégias que consistem em expor a marca, as quais são feitas com uma remuneração. Ou seja, é um investimento que certas empresas fazer para tentar promover a empresa, colocando-a em evidência. Dessa forma, aumenta-se a visibilidade e se acelera o reconhecimento dela diante da clientela.

Esse investimento em mídia paga é totalmente desconsiderado e desvalorizado por uma certa parte dos investidores ou gestores de um negócio. Porém, com o aumento da presença das redes sociais e avanços da tecnologia, ela se faz muito necessária. Essa estratégia traz benefícios como resultados mais rápidos, segmentação do público e promoção da incorporadora. Indispensável para os negócios que querem crescer.

Nesse post falaremos um pouco mais afundo sobre o investimento em mídia paga para as incorporadoras, dando dicas de como esse processo pode ser feito para que você siga o melhor caminho possível. Boa leitura!

Realize o planejamento

Primeiro de tudo, é importante ter ciência da forma com que os meios digitais podem e vão te auxiliar durante o processo de expansão da sua empresa. A publicidade é algo que ajuda qualquer empresa a chegar nos mais variados objetivos.

Dessa forma, o primeiro passo a se tomar é para entender onde é que a empresa quer ou precisa chegar. Ou seja, aqui é preciso analisar quais são as metas atuais da empresa.

Durante o planejamento, mantenha o foco no objetivo principal da campanha. Pense se você está a procura de atingir seu público com a intenção de divulgar a marca ou se você está tentando impulsionar as vendas. Esses questionamentos são necessários para direcionar a forma com que os anúncios serão elaborados.

As campanhas focadas em deixar uma marca mais popular, são mais direcionadas para visualizações, pagando para cada mil delas. Já os que estão a procura de clientes interessados em comprar o produto ou serviços, querem cliques nos anúncios.

Pense também na quantidade de dinheiro a ser investido para essa publicidade. Esteja ciente que não é preciso ter um valor mínimo para que os anúncios comecem a ser feitos.

Segmente as campanhas

Um das melhores formas de alcançar resultados mais favoráveis sem gastar muito é sabendo como segmentar da forma correta. Caso não seja feita devida seleção do público-alvo, os anúncios feitos para a promoção do seu negócio vão atingir pessoas que estão pouco interessadas nos serviços ou produtos oferecidos. Ou seja, será feito um grande investimento sem nenhum retorno.

Dentre as formas de segmentação, temos:

  • palavra-chave;
  • local e idioma;
  • tópicos e canais;
  • cargo;
  • condição socioeconômica familiar;
  • outros.

É importante ressaltar que nem todas essas formas de segmentação estarão disponíveis para serem aplicadas todas as plataformas ou redes sociais existentes. Sendo assim, é importante estudar um pouco a plataforma de veiculação e analisar quais as melhores opções para você atingir o seu público.

Analise o perfil do cliente

Analisar o perfil do seu cliente é fundamental para estabelecer uma boa comunicação de acordo com os gostos e preferências dele. Para que o consumidor descubra a sua empresa, é preciso estudar o perfil dele. Isso pode ser claramente observado ao segmentar seu público.

Dessa forma, é possível observar:

  • canais de comunicação utilizados por ele;
  • quais redes sociais faz uso;
  • tipos de produtos e conteúdos que costuma procurar ou consumir;
  • outros.

Defina o orçamento

O orçamento varia de acordo com o objetivo da campanha que está planejando. O intuito das campanhas variam entre gerar reconhecimento para a marca, aumentar o tráfego no blog ou site, conquistar seguidores ou fechar vendas.

Vá com calma! Caso esteja testando o que está sendo planejado, inicie com orçamentos mais baixos e, conforme o desempenho da campanha, vá aumentando o investimento feito.

Há três tipos de custos de campanha para anúncios na internet. Para que seja feito um bom investimento, é preciso saber o que cada um representa, sendo eles:

Custo por clique

O custo por clique (CPC), é a mais comum dentre as cobranças. Sendo utilizada em campanhas de rede de Display do Google, por exemplo.

Essa forma de cobrança, como o próprio nome induz, é feita com base na quantidade de vezes que clicaram no anúncio. Dessa forma, caso você faça um anúncio para aumentar o tráfego do seu site, você pagará para cada vez em que clicarem no seu anúncio.

Custo por mil impressões

O custo por mil impressões (CPM), é a cobrança feita pré-determinadamente por cada mil visualizações no anúncio.

Esse tipo de custo é empregado quando se há o objetivo de gerar reconhecimento para a marca, sendo mais recomendada para empresas de médio e grande porte, já que costumam ter suas estratégias traçadas e uma equipe de mídia preparada.

Custo por aquisição

O custo por aquisição (CPA), é a cobrança feita com base nos objetivos finais alcançados, tais como: venda, download de material, cadastro no site, etc.

Por mais que seja uma estratégia com menos chances de se investir em vão, ela é a mais cara das três, sendo mais indicada para as empresas que asseguram lucros maiores com o objetivo final. Dessa forma, o alto investimento é retornado.

Escolha as melhores mídias

Escolher as melhores mídias de acordo com os seus objetivos também é fundamental para que se tenha um investimento com um bom retorno. Dentre as plataformas de divulgação na internet, as principais são:

  • Google;
  • YouTube;
  • Facebook;
  • Instagram;
  • Twitter;
  • LinkedIn.

As ferramentas que possibilitam a criação e veiculação de anúncios são o Google Ads (Google e YouTube), e também os Social Ads, que é o responsável pelos anúncios em redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

A escolha da plataforma precisa condizer com o perfil do seu cliente. De acordo com as plataformas mais utilizadas por ele.

Estudar as maneiras de investir em mídia paga é fundamental para o sucesso do negócio nos tempos em que vivemos. A internet é cada vez mais presente no cotidiano das pessoas e usá-la para promover o seu negócio é muito importante. Também vale lembrar da grande importância de contar com dados reais do seu público, sendo possível mensurar os resultados precisos da estratégia do negócio.

Gostou de conhecer um pouco sobre como a incorporadora pode investir em mídia paga? Talvez você possa gostar também do artigo em que falamos sobre como investir em mídia paga. Confira!