Consumidor 4.0 é como nos referimos ao perfil do comprador atual, antenado e superconectado, que consome conteúdo como nenhum outro antes dele. Seu surgimento tornou-se possível graças a fenômenos como a indústria 4.0 e o marketing 4.0, que consideram o digital como a principal maneira de fazer negócios e atingir clientes.

Para entender o consumidor 4.0, todavia, não é preciso deixar de lado todas as coisas que você sabe sobre marketing. De fato, falamos aqui de um público que toma decisões considerando fatores adicionais além dos 4Ps do marketing (produto, preço, praça e promoção), mas que também é influenciado por esses aspectos.

Nos próximos tópicos, mostraremos a você como ele surgiu e como agradá-lo. Pronto para aprender? Então, continue a leitura!

O que possibilitou o surgimento do consumidor 4.0?

Para conhecer o consumidor 4.0, precisamos falar de seu antecessor. O consumidor 3.0 tinha como prioridade buscar empresas que atendiam aos seus valores, como aquelas que nivelavam sustentabilidade e preços competitivos, ou as que investiam em tecnologia de ponta e uma presença forte nos meios de comunicação. Entretanto, graças ao surgimento de canais digitais e da comunicação instantânea, muitas outras coisas passaram a ser prioridade para os clientes.

O consumidor 4.0 tem grande intimidade com as mídias que consome, pesquisa e conhece bem os produtos que deseja, assim como confia nas avaliações de outros usuários para se decidir. Por isso, ele precisa desenvolver relacionamentos próximos com as marcas de sua predileção, a fim de ser fidelizado e tornar-se também um promotor.

Como a tecnologia influencia as decisões do consumidor 4.0?

Sempre falamos de tecnologia na hora de especificar o comportamento do consumidor 4.0 e não é à toa. Você consegue se lembrar da última vez que fechou negócio com uma marca sem procurar os resultados para ela em sites como o Reclame Aqui? Ou da ocasião mais recente em que ficou sabendo de um produto graças a um comercial na TV e não a uma menção a ele no Instagram, ou Twitter de alguém em que confia?

Responder a essas perguntas é cada vez mais difícil, pois modificamos a forma como adquirimos informações e somos influenciados por elas. Atualmente, 138 milhões de brasileiros possuem um smartphone e a maioria deles é presença garantida nas redes sociais. Dali, 92,3% dos nossos compatriotas acessam a internet e a utilizam para consumir conteúdo, ler notícias e interagir com marcas.

A popularização da tecnologia é um fator importante para compreender o consumidor 4.0, que já não faz decisões de compra como antigamente.

Quais são as características desse tipo de cliente?

Se o consumidor 4.0 é o novo foco do marketing, é necessário que você entenda como ele se comporta e que características o influenciam. Os 5 pontos a seguir explorarão melhor essa figura e lhe darão a oportunidade de entender o que faz as pessoas consumirem um produto ou serviço hoje.

1. Perfil mais agressivo

O consumidor 4.0 tem um perfil mais agressivo que seus antecessores. Com isso, não queremos dizer que ele tem raiva, mas que toma um papel ativo nas negociações.

Cold calling e a publicidade tradicional não funcionam muito bem com esse público. Esses consumidores preferem correr atrás dos dados que são relevantes para eles e só entram em contato com uma marca quando já estão cientes de que ela pode resolver seus problemas.

2. Compartilhamento de opiniões

Se o consumidor moderno busca mais informações do que os que vieram antes dele é de se esperar que ele também as compartilhe. Um atendimento que foi mal administrado ou um defeito de fabricação constatado alguns dias depois da compra não passam mais despercebidos e são compartilhados nas redes sociais. Cabe às empresas, então, dar atenção a esses espaços, esforçando-se para administrar problemas com agilidade.

3. Individualidade na tomada de decisões

No passado, era comum que os clientes fossem guiados por um “comportamento de manada”, ou seja, a publicidade ditava as regras . Ainda que isso continue acontecendo, por indicação de influenciadores digitais,a diversificação é muito maior e ser unanimidade é bem mais difícil. Entender as diferenças e adotar um discurso mais autêntico e coerente pode fazer toda a diferença na percepção da marca.

Nossas decisões são cada vez mais individuais e ligadas àquilo que achamos relevante, sendo pouco ou nada motivadas por propagandas tradicionais, ou a reação das pessoas ao nosso redor.

4. Preocupação com o engajamento

Outro ponto relevante para o consumidor 4.0 é quanto sua empresa representa os valores que este consumidor acredita. As causas que eles apoiam precisam estar presentes na sua maneira de fazer marketing online e offline e são decisivas para que eles se tornem advogados da marca.

5. Suporte em tempo real

Para finalizar, o novo perfil do cliente é de uma pessoa impaciente, que tem pouco ou nenhum tempo para ver suas demandas serem respondidas. Por isso, tecnologias como os chatbots e uma presença digital constante podem ajudar uma empresa a cativá-los. Ao enfrentarem um problema, esses consumidores buscam suporte intuitivo e soluções rápidas, e as organizações que não conseguirem entregá-las ficarão para trás.

Como se relacionar melhor com o consumidor 4.0?

Agora que você compreende melhor as expectativas do consumidor 4.0, é hora de entender como a sua empresa se encaixa nelas. Aqui vão 4 dicas para interagir bem com seu novo público-alvo.

1. Invista em um branding humanizado

Para os consumidores de agora, as empresas são mais ou menos como pessoas. Elas precisam se posicionar e devem deixar claro a que vieram. Investir em um branding humanizado lhe ajudará nessa tarefa e permitirá que a sua marca conquiste espaço com os mais jovens.

2. Use marketing de conteúdo

Marketing de conteúdo continua sendo uma boa pedida para lidar com o consumidor 4.0. Guiá-lo pelo funil de vendas, oferecendo conteúdo rico e tirando suas dúvidas ao longo da jornada é uma maneira de incentivá-lo a confiar na empresa e na sua expertise.

3. Ofereça experiências multicanal

É muito raro que apenas um canal seja utilizado no relacionamento com o consumidor 4.0. Por isso, experiências omnichannel são algo em que você deve investir. Softwares que acompanham uma demanda e permitem que ela seja acessada por vários membros da equipe e acompanhada em múltiplos canais são estratégicos para que a sua empresa acompanhe o ritmo do cliente.

4. Cultive influenciadores

Os influenciadores também têm um papel muito importante no marketing 4.0. São eles que têm o poder de chegar até o público que a sua empresa pretende atingir e que têm a confiança dessas pessoas, sendo capazes de influenciar suas decisões. Trabalhar lado a lado com esses profissionais será imprescindível para adquirir e fidelizar consumidores.

Se alinhar às expectativas do consumidor 4.0 será fundamental para garantir a sobrevivência do seu negócio. Por isso, fique atento a como ele se comporta e o que considera na hora de tomar decisões, e passe a incluir essas pautas na sua estratégia de marketing. O guia apresentado aqui é uma boa maneira de começar.

Gostou de entender o consumidor 4.0? Siga a PH3A nas redes sociais e acumule conhecimentos que garantirão uma boa performance para sua marca. Acompanhe nossos perfis no Facebook, Twitter e LinkedIn!